30 de dezembro de 2014

O nosso Natal


O Natal foi muito bom!
Dia 24 jantámos cá em casa. Nós cinco, com uma avó e uma bisavó. Uma consoada com quatro gerações. Já eu tive bisavó até à adolescência. Os meus filhos também têm. As mulheres da família têm uma enorme longevidade. Aturem-me! Vou ficar cá por muito tempo! Um dia tenho de mudar o nome ao blog para Vida de Mulher aos 90!

Passámos ao lado do bacalhau cozido. Já vos tinha falado das minhas novas tradições. Cá em casa, no Natal o bacalhau é espiritual. E nós adoramos!

Depois do jantar os miúdos pegaram nos violinos e começaram a tocar. Cada um a querer mostrar às avós o que já sabem tocar. Um tocou uma música, outro tocou outra e assim por diante. O mais novo, que ainda só aprendeu duas músicas, é quem mais se esforça. Quer apanhar os irmãos o mais rápido possível. As aulas de violino para os três estão a dar frutos. Na minha infância cantávamos para a família no Natal. Hoje os meus filhos brindam-nos com um concerto de violino.

Dia de Natal juntámo-nos em casa dos meus cunhados. Tios, avós, primos e primas. Uma família muito numerosa. Na nossa tradição, por sermos uma família grande, o almoço é volante. Na mesa temos várias travessas com diferentes iguarias. Cada um serve-se e circula. Conversamos mais uns com os outros assim. Sentados num lugar só se consegue conversar com quem está em frente ou ao lado. Assim, estamos mais uns com os outros, o convívio torna-se mais intenso. Depois de provarmos vários pratos, já bem acondicionados, retiram-se as travessas dos salgados e colocam-se as dos doces. É comer até rebentar! É uma tradição familiar!

Mais à tardinha os primos vão buscar os violinos e dão um concerto, agora mais alargado. As primas mais velhas já tocam numa orquestra. Começaram cedo, aos três anos, tocam divinamente. Ouvi-las tocar é um regalo para os ouvidos. A solo, ou todos juntos tivemos um concerto muito completo. A mais velha em duas horas conseguiu ensinar o meu filho do meio a tocar o Gingle Bells. O mais novo, ainda a dar os primeiros passos no violino aprendeu o refrão. Com os pais o estudo não é tão produtivo!

Ficámos com o papo cheio de família, de convívio, de conversas, de brincadeiras, de música e sim, de comida, muita e deliciosa comida. Vou entrar o novo ano em modo lontra, mas isso agora não interessa nada!
Violino


3 comentários:

  1. Adorei a parte de comer até rebentar ehehe

    ResponderEliminar
  2. que lindo! adoro as tradições desta época!

    ResponderEliminar
  3. Pela descrição feita parece-me ter sido um otimo Natal e resumiu o essencialmente desta quadra: família junta a passar momentos de muita intimidade e união.

    Um grande beijinho e bom ano para ti*

    ResponderEliminar

Digam de vossa justiça!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...