18 de dezembro de 2014

Margarida Gautier: Por mim, decidi, deixo-te ir

Marta Gautier
A escritora Marta Gautier publicou um texto de homenagem à sua prima fotógrafa, Margarida Gautier, que morreu a 16 de Dezembro de 2014.

"Atiravas o cabelo para trás, dizias 'agora não', 'isso nunca', 'achas??', ' é ESPETACULAR', dizias loucuras, coisas que ninguém diz, fazias rir com isso, rias, dizias tudo o que te vinha à cabeça, daquelas que eu critico, as que 'dizem tudo na cara', arranjavas confusão, discussões, brigas, tinhas medo, gritavas, gozavas, torcias-me os dedos pra trás quando eles ainda eram pequenos, dançavas, dançavas mesmo quando te achavas gorda. Adoravas fazer amor, contavas isso aos 4 ventos junto com todos os pormenores, 'foi espetacular quando ele fez assim', dizias 'não gosto de crianças. Irritam-me.', e alguns olhos em volta brilhavam pois nunca o confessariam e tu tinha-lo feito por eles. Eras os 2 lados, o bom e o mau na sua forma virgem. Eras o que todos somos, mas de forma crua, verde, 'estou aqui e sou assim.' Tão inteira que até assustava. Ninguém pode ser tão inteiro, tentávamos avisar-te. Mas foste. Foste feliz como um pássaro e infeliz como um cão pode ser. E hoje decidiste, inteira, que já chegava. E lá foste tu, desvairada, 'pauuuu', decidida, de top, para o céu ou lá o que é, dizeres o que tens a dizer e acabou-se!
Minha prima Margarida, do lado de pai e de mãe, como irmãs, que brigam, se descabelam, mas se sentem uma à outra a toda a hora. Já lavámos, ambas, o chão imundo da casa uma da outra em fases más. As retretes, as panelas secas de dias e dias. Chegávamos lá e 'toca a levantar minha menina, nada de dramas.' Esfregámos a casa uma da outra. Haverá coisa mais bonita? Foste ver-me no outro dia, quando eu falava a sério. No fim, esperaste-me e num tom pausado, pouco teu, disseste 'ah... toda a gente sofre...' E eu que pensei que soubesses... Linda, doida. Levas penas do meu coração. Ofereço-tas para as coçares no nariz de alguém que lá encontres, e rires com o cabelo atirado para atrás. Tu deixas-me, a partir de hoje, a convicção ainda mais convicta de que tenho de ser o que sou. 
Dou agora, neste momento, voltas e voltas na cama. Serei capaz de conciliar o sono? Quererei conciliá-lo? Tenho mesmo de o conciliar? Talvez comece por aqui. Por parar de querer que tudo seja como deveria ser. 
Por mim, decidi, deixo-te ir. Com a maior serenidade que conseguir. Com balões atrás de ti. Brancos, azuis, verdes, para ires rebentando até lá. Ou talvez os fotografes. Ou talvez mos atires à cara."

Marta Gautier

17 de dezembro de 2014

7 dias para o Natal

Faltam 7 dias para o Natal!

Como vai a vossa lista?
Tudo mais avançado?

É importante deixar tudo pronto para mais tarde não haver stress, tensão e pânico!

É nas épocas festivas que as famílias mais sofrem com stress.

Não podemos esquecer que quanto melhor for o planeamento melhor a qualidade de vida!

Compras de Natal em Moscovo?


Que tal um saltinho até Moscovo para fazer umas compras de Natal?
Pois é a surpresa da temporada. O rublo está em queda, tendo descido 10% numa única sessão. Com a desvalorização da moeda, tudo fica comparativamente mais barato.

A desvantagem é que a Rússia não fica assim tão perto, a viagem custa algum dinheiro e o frio agora, é de rachar!

16 de dezembro de 2014

8 dias para o Natal

8 dias para o Natal!

Já têm tudo preparado?

Verificar a lista:

  • Presentes comprados
  • Ementa selecionada
  • Ingredientes comprados
  • Planear quando vai cozinhar cada prato ou sobremesa
  • Louça selecionada, separada, lavada
  • Toalhas, guardanapos e enfeites selecionados, separados 
  • Velas
  • Cabeleireiro e manicure
  • Escolher a roupa para dia 24 e 25
  • Aproveitar!

12 Days of Christmas


Agora que já estamos em contagem decrescente para o Natal, deixo uma das minhas canções de Natal favoritas: The Twelve Days of Christmas, com a respectiva letra.


The Twelve Days of Christmas

On the first day of Christmas
my true love sent to me:
A Partridge in a Pear Tree

On the second day of Christmas
my true love sent to me:
2 Turtle Doves
and a Partridge in a Pear Tree

On the third day of Christmas
my true love sent to me:
3 French Hens
2 Turtle Doves
and a Partridge in a Pear Tree

On the fourth day of Christmas
my true love sent to me:
4 Calling Birds
3 French Hens
2 Turtle Doves
and a Partridge in a Pear Tree

On the fifth day of Christmas
my true love sent to me:
5 Golden Rings
4 Calling Birds
3 French Hens
2 Turtle Doves
and a Partridge in a Pear Tree

On the sixth day of Christmas
my true love sent to me:
6 Geese a Laying
5 Golden Rings
4 Calling Birds
3 French Hens
2 Turtle Doves
and a Partridge in a Pear Tree

On the seventh day of Christmas
my true love sent to me:
7 Swans a Swimming
6 Geese a Laying
5 Golden Rings
4 Calling Birds
3 French Hens
2 Turtle Doves
and a Partridge in a Pear Tree

On the eighth day of Christmas
my true love sent to me:
8 Maids a Milking
7 Swans a Swimming
6 Geese a Laying
5 Golden Rings
4 Calling Birds
3 French Hens
2 Turtle Doves
and a Partridge in a Pear Tree

On the ninth day of Christmas
my true love sent to me:
9 Ladies Dancing
8 Maids a Milking
7 Swans a Swimming
6 Geese a Laying
5 Golden Rings
4 Calling Birds
3 French Hens
2 Turtle Doves
and a Partridge in a Pear Tree

On the tenth day of Christmas
my true love sent to me:
10 Lords a Leaping
9 Ladies Dancing
8 Maids a Milking
7 Swans a Swimming
6 Geese a Laying
5 Golden Rings
4 Calling Birds
3 French Hens
2 Turtle Doves
and a Partridge in a Pear Tree

On the eleventh day of Christmas
my true love sent to me:
11 Pipers Piping
10 Lords a Leaping
9 Ladies Dancing
8 Maids a Milking
7 Swans a Swimming
6 Geese a Laying
5 Golden Rings
4 Calling Birds
3 French Hens
2 Turtle Doves
and a Partridge in a Pear Tree

On the first day of Christmas
my true love sent to me:
12 Drummers Drumming
11 Pipers Piping
10 Lords a Leaping
9 Ladies Dancing
8 Maids a Milking
7 Swans a Swimming
6 Geese a Laying
5 Golden Rings
4 Calling Birds
3 French Hens
2 Turtle Doves
and a Partridge in a Pear Tree

Sugestões Férias de Natal


aqui e aqui vos tinha falado de "O Macaco do Rabo Cortado". Se não tiveram ainda a oportunidade de levar filhos, sobrinhos ou afilhados, aproveitem. As férias do Natal estão aí!

Com sessões sempre esgotadas desde a estreia, “O Macaco do Rabo Cortado” vai alargar novamente a sua temporada no Museu Nacional do Teatro, desta vez até 18 de Janeiro de 2015.

Inspirado no conhecido conto tradicional homónimo e adaptado para teatro por Philippe Leroux, "O Macaco do Rabo Cortado" é um espectáculo divertido, que nos conta as aventuras de um macaquinho irresponsável e muito impulsivo, que lança a confusão por onde passa! Em cena no Museu Nacional do Teatro, dias 20 e 27 de Dezembro, 3, 4, 10, 11, 17, 18 de Janeiro de 2015 às 16h00 e ainda uma sessão extra no dia 27 de Dezembro às 11h00.

O Macaco do Rabo Cortado” é uma peça infantil, para maiores de quatro anos – um espectáculo divertido que conta a história de um Macaco muito impulsivo, que queria ser igual aos outros meninos.

Constantemente insatisfeito com aquilo que tem, o Macaco acaba por se arrepender sempre das suas decisões precipitadas, sem nunca medir as consequências dos seus actos. Pelo caminho vai cruzar-se com um Barbeiro de grandes bigodes, uma Peixeira, um Alfaiate e até com uma Padeira muito trabalhadora, com quem dá início a uma sequência de trocas, sem nunca ficar satisfeito, tentando sempre reverter os acontecimentos.

Não perca as divertidas aventuras de “O Macaco do Rabo Cortado”, com André Filipe, Paula Manso, Paula Testa e Rita Ruaz, até 18 de Janeiro de 2015, às 16h00, no Auditório do Museu Nacional do Teatro.


Datas e informações:
20 e 27 de Dezembro; 3, 4, 10, 11, 17 e 18 de Janeiro às 16h00
*27 de Dezembro – espectáculo extra às 11h00
Museu Nacional do Teatro: Estrada do Lumiar, 10, Lisboa
Bilhetes: Adultos: 6€; Crianças: 5€
Reservas: 21 756 7419 / 939 166 876 / 965 892 293

12 de dezembro de 2014

Desejo de fim de semana #3


Este é o meu look preferido da coleção Outono Inverno da Lanidor.
A-D-O-R-O este casaco de malha.
A minha peça fetiche!

O que mais posso acrescentar?
Calças skinny, botas altas com franjas, túnica lisa preta, malão camel.

Podem mandar entregar cá em casa por favor!


10 de dezembro de 2014

Ricardo Espírito Santo Salgado: 10 horas

Ricardo Espírito Santo Salgado

Resumo de 10 horas de inquirição a Ricardo Espírito Santo Salgado:

  • Não fiz nada de ilegal
  • Não há nada a descobrir
  • Eu não tenho culpa de nada
  • Se alguém tem culpa é o contabilista, o angolano e o Banco de Portugal
  • Se descobrirem alguma coisa, tenho tanta culpa como os outros quatro ramos da família
  • Se o meu primo fez alguma denúncia, foi porque vai ter contrapartidas
  • Mas, já vos disse que sou uma vítima?


A arte de relativizar

Hoje li um post que me assenta como uma luva, num blog que adoro. O blog da Sissi, uma imperatriz dos nossos dias que nos trás reflexões acutilantes sobre comportamentos e saber estar, essa nobre arte em vias de extinção.

É preciso coragem para ser contra a corrente. Sempre o fui e acabo por ser vista como alheada ou insensível. Aprendi antes de tudo, a arte de relativizar. À minha custa, é certo. Desta forma consegui atravessar os acontecimentos da semana passada com tranquilidade. Mas hoje sou uma pessoa muito mais feliz. O que não me mata, também deixou de me moer. O que não posso controlar, cada vez me dá menos cabo dos nervos.

Se a minha Eu de há 20 anos pudesse ler o que acabo de escrever, juraria a pés juntos que jamais, jamais, poderia vir a ser escrito por mim. Sempre tive sangue na guelra, fui dada a explosões e chiliques. Sempre tive todas as certezas do mundo e cada vez mais tenho menos certezas do quer que seja. Continuo a ter as minhas opiniões, é certo. Mas não as vejo como verdades absolutas. Antes, como um ponto de vista parcial, na perspectiva de onde me coloco. Aceito que outros tenham outras opiniões, tão válidas quanto as minhas, e que também apenas reflectem o ponto de onde o outro se coloca.

Se não posso mudar tudo no meu dia, posso pelo menos escolher ter um dia bom!


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...