31 de Outubro de 2014

Palestina Independente

A Palestina já foi reconhecida por 135 estados. Nenhum da União Europeia. Até agora. A Suécia acabada de reconhecer publicamente a autonomia da Palestina.

Eu acho que já estamos tarde. A cada dia o conflito agrava-se. A ministra sueca dos Negócios Estrangeiros defende que apesar da Palestina não ter fronteiras definidas cumpre "os critérios de direito internacional para um reconhecimento”: um território, uma população e um governo.

Portugal tem votado a favor do reconhecimento apesar deste não ter ganho muitos adeptos no seio da União Europeia.

Da mesma forma que defendi a autodeterminação de Timor-Leste em 1999, continuo a defender a autodeterminação do povo palestiniano.


30 de Outubro de 2014

Grito na noite

Estávamos na sala depois do jantar. Os miúdos já deitados, ele a ver as suas séries na televisão. Eu de uma lado para o outro a fazer não sei bem o quê.

Ouvimos uma algazarra. vinha da rua. Fui à varanda e ainda ouvi mais alto. Estava uma noite quente e as janelas abertas. Os meus vizinhos discutiam mesmo muito alto. Voltei para dentro pois não gosto de ouvir estas coisas. De repente ouvi um grito dela e a seguir o silêncio.
Fui à varanda. As janelas continuavam abertas mas não vinha qualquer som daquela casa.

Será que a matou? Ninguém discute alto durante muito tempo, dá um grito e fica em silêncio. Fiquei mesmo preocupada. Mas, e se não é nada? Se não passa de muitas séries policiais a regarem a minha imaginação?

Mas dali continuava tudo em silêncio. Resolvi ir à rua despejar o lixo. Atravessei a rua para observar as janelas. As luzes continuavam acesas mas não se via vivalma.

Fui à traseiras e fiquei a observar. Vi as luzes, as janelas abertas. Ao fim de um tempo vi movimento na sala. Era ele. Conseguia ver os seus braços a mexer. Apesar das janelas abertas não se ouvia nada.

Fiquei preocupada. Voltei para a varanda sem saber o que fazer. Ele foi fumar para a varanda. Fugi para dentro. Não é bom o assassino perceber que testemunhámos o seu ato. Não consigo tirar esta ideia da cabeça.

Se calhar devia telefonar para a polícia. Dizer que ouvi violência doméstica, um grito e depois o silêncio. Será que ele a matou mesmo?

Mas também não posso fazer este tipo de acusação sem ter a certeza! E se não foi nada? Se durante a discussão ela saiu porta fora? Isso explica o silêncio, não explica?

Não sei como vou conseguir dormir esta noite. Se aconteceu um crime é imperdoável que não tenha chamado ajuda, não é?

29 de Outubro de 2014

A ameaça Russa


Caças Russos sobrevoam o Espaço Aéreo Europeu. Aviões dos países da Aliança Atlântica (NATO) escoltam-nos para fora deste espaço.

Por agora ficamos por aqui. Eu fico preocupada. A paz que temos vivido dentro da Europa fica em cheque. Gostaria de saber o que aconteceria se fosse ao contrário e um avião europeu entrasse em Espaço Aéreo Russo sem autorização. Seria com certeza considerado uma agressão.

Eu também considero uma agressão esta invasão do nosso espaço aéreo. Primeiro a Ucrânia, agora a Europa. Espero que os dirigentes russos ganhem um pouco de juízo. Por pouco que fosse seria bem vindo.

Tenho colegas a viajar para a Rússia e fico preocupada. Verdade que fico.

A mais aqui, a menos ali

Resolvi experimentar.
O desperdício faz-me muita confusão. Cá em casa nunca se deita comida fora. Nunca! (bom, a não ser que me esqueça de algo no fundo do frigorífico e que fique estragado).

Aqui em casa sempre aproveitámos os restos, consumimos nas refeições seguintes. Desde sempre.
Já conheci famílias que cozinham, comem e deitam fora o que sobra. A mim sempre me fez muita confusão. Penso sempre nas pessoas que não têm o que comer e não consigo deitar fora comida em boas condições.

Nós temos frigorífico. Convenhamos que no dia seguinte a comida está em excelente estado de conservação. Não critico quem age de forma diferente. Mas que me faz muita confusão, lá isso faz!

A reutilização e o não desperdício fazem parte do meu léxico, e da minha família.

Já tinha curiosidade em experimentar este projecto e quando uma pessoa conhecida me contou que lá iniciou o voluntariado, não hesitei. Foi o pontapé de saída para me inscrever.

Já me chamaram para a formação de novos voluntários. Foi tudo muito bem explicado. Fiquei muito agradada com a exigência, as regras e a organização.

O projecto chama-se ReFood. O seu objectivo é recolher os excedentes diários de restaurantes e distribuir pelas famílias com necessidades da comunidade.

Junta dois valores que abraço. Reduzir o desperdício e ajudar quem mais precisa. E podem ter a certeza que há quem precise. E bem perto de nós.

Prometo mais novidades em breve.

28 de Outubro de 2014

Estamos a Contratar


Na empresa onde trabalho estamos a contratar.
Há quase um ano. Mas não encontramos a pessoa certa.
Tem de ter experiência, falar línguas, ser dinâmico.
Mas só querem pagar um salário de um miúdo.

Ah! E tal o mercado está mau, há muito desemprego.
Mas quando começamos a querer competências muito específicas as pessoas não aceitam salários baixos.
Continuamos à procura...

Bolos de fim de semana

Bolo de chocolate
Fim de semana é tempo de tempo.
É tempo de estar. É altura de aproveitar.

Este foi tempo de bolo de chocolate.
Hum. De provar e chorar por mais!

Bolo de chocolate

24 de Outubro de 2014

Onde quero estar

O meu local preferido hoje no escritório?
Junto à máquina da água fresca!

Vamos ser Pais, Braga


Futuros pais, pais de primeira, segunda ou terceira viagem, é já amanhã. Encontro Vamos ser Pais, em Braga.

Se tem dúvidas, perguntas, ou se quer mesmo ficar a saber sobre amamentação, parto, nutrição na gravidez ou criopreservação, tem mesmo de ir.

O Barrigas de Amor traz mais um encontro gratuito (eh, palavrinha mágica!) no norte de país. Só precisa mesmo de se inscrever, aqui. Se avisar as amigas, primas, cunhadas e afins, elas vão ficar mesmo agradecidas. A si!

23 de Outubro de 2014

Terrazza Martini: Deixa saudades

Foram finais de tarde divertidos, cheios de gente gira, alegre e bem disposta. Foram momentos de cocktails, de encontros de amigos. Foram os sunsets da Terrazza Martini em Lisboa.

Foram momentos de racing. Foram momentos de por as mãos nas garrafa e fazer os novos cocktails Martini Royale. Foram momentos de descobrir quem consegue vencer essa competição.





Foram momentos de exibir pernas bronzeadas.

Foram momentos de cor e boa disposição.

Foram momentos de selfies, muitas selfies.




22 de Outubro de 2014

Que bicho nos mordeu?

Que bicho nos terá mordido aqui por casa?
Vomita um, vomita outro, eu limpo vómito, lavo lençóis, capas e edredões. Vomita outra, vomito eu...
E assim vai a vida desta família.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...