30 de outubro de 2014

Grito na noite

Estávamos na sala depois do jantar. Os miúdos já deitados, ele a ver as suas séries na televisão. Eu de uma lado para o outro a fazer não sei bem o quê.

Ouvimos uma algazarra. vinha da rua. Fui à varanda e ainda ouvi mais alto. Estava uma noite quente e as janelas abertas. Os meus vizinhos discutiam mesmo muito alto. Voltei para dentro pois não gosto de ouvir estas coisas. De repente ouvi um grito dela e a seguir o silêncio.
Fui à varanda. As janelas continuavam abertas mas não vinha qualquer som daquela casa.

Será que a matou? Ninguém discute alto durante muito tempo, dá um grito e fica em silêncio. Fiquei mesmo preocupada. Mas, e se não é nada? Se não passa de muitas séries policiais a regarem a minha imaginação?

Mas dali continuava tudo em silêncio. Resolvi ir à rua despejar o lixo. Atravessei a rua para observar as janelas. As luzes continuavam acesas mas não se via vivalma.

Fui à traseiras e fiquei a observar. Vi as luzes, as janelas abertas. Ao fim de um tempo vi movimento na sala. Era ele. Conseguia ver os seus braços a mexer. Apesar das janelas abertas não se ouvia nada.

Fiquei preocupada. Voltei para a varanda sem saber o que fazer. Ele foi fumar para a varanda. Fugi para dentro. Não é bom o assassino perceber que testemunhámos o seu ato. Não consigo tirar esta ideia da cabeça.

Se calhar devia telefonar para a polícia. Dizer que ouvi violência doméstica, um grito e depois o silêncio. Será que ele a matou mesmo?

Mas também não posso fazer este tipo de acusação sem ter a certeza! E se não foi nada? Se durante a discussão ela saiu porta fora? Isso explica o silêncio, não explica?

Não sei como vou conseguir dormir esta noite. Se aconteceu um crime é imperdoável que não tenha chamado ajuda, não é?

4 comentários:

  1. Ui...eu tb me sentiria atarantada...o que fazer?? Não sei sinceramente, mas talvez chamar a polícia!!!

    ResponderEliminar
  2. Essas situações são sempre complicadas...espero que a esta hora já tenhas a certeza de que não aconteceu o pior...!
    Bjs
    Maria

    ResponderEliminar
  3. Sinceramente se presenciasse algo do género, também não saberia como atuar :(
    Infelizmente há realidade tão difíceis que até custa a acreditar!

    ResponderEliminar
  4. E então já soubeste algo, agora eu estaria atenta e se não visse sinais da senhora eu dirigia-me à policia e contava o que tinha visto/ouvido!

    ResponderEliminar

Digam de vossa justiça!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...