23 de janeiro de 2014

Criança desaparecida, aparece na Madeira


Alguém me explica  como é que um bebé de 18 meses sobrevive à chuva e ao frio, em pleno inverno e sem comer durante 3 dias?
Não sobrevive, pois não?
Pelo menos não aparece em perfeito estado de saúde.
Foi o que querem fazer parecer que aconteceu na Madeira.
Um bebé loiro de olhos verdes desaparece numa aldeia, rodeado pela família. Toda a zona é batida a pente fino por populares, autoridades e cães polícia. Nada da criança. Desaparece. Evapora-se.
Mas o caso é debatido nos media e redes sociais até à exaustão e a criança aparece.
Exaustão dos raptores que viram goradas as suas hipóteses de levar a criança para fora da ilha. Por enquanto, ainda é preciso entrar num aeroporto e apanhar um avião para sair daquela ilha. Com o aeroporto e os porto vigiados, neste caso, nem com documentos falsos o iriam conseguir. Sem opções e com medo de ser apanhados, os raptores devolvem a criança, no meio do mato, a 500 metros de altitude, junto a uma levada, onde é encontrado pelos trabalhadores.
O pequeno Daniel teve mais sorte que muitas outras crianças que são raptadas bem perto de casa para nunca mais serem vistas.
Isto mostra, mais uma vez, que todo o cuidado é pouco. Por vezes basta um segundo de distração para o pior acontecer. Existem realmente pessoas muito cruéis neste mundo, capaz de fazer mal a inocentes crianças.
Gente que faz mal a crianças nem ser humano é. Não merece respirar. Não merece viver.
Tenho dito!

2 comentários:

  1. Não merece viver, mesmo.
    http://afashionfauxpas.blogspot.com

    ResponderEliminar
  2. Olá!
    Fui recentemente nomeada para o Liebster Award, uma forma de reconhecimento de blogues sobretudo em língua inglesa, mas resolvi escolher apenas blogues portugueses.
    Cada blogger escolhe 11 blogues com menos de 200 seguidores e nomeia-os como as suas escolhas e eu coloquei este na minha lista de preferidos.
    Mais pormenores no meu post em http://apipocaarrumadinha.blogspot.pt/2014/01/liebster-award-no-blog.html.

    Cumprimentos

    ResponderEliminar

Digam de vossa justiça!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...